(+351) 286 610 100
turismo@cm-mertola.pt
Praça Luis de Camões

Monte do Castelejo (Casa Perdiz)

Sobre

Situado no extremo sudoeste do concelho de Mértola, na antiga freguesia de São Pedro de Sólis, a 35kms de Mértola, o Monte do Castelejo foi pensado e desenvolvido ao longo dos últimos anos, com a recuperação e a adaptação de um conjunto de casas em ruínas, numa tentativa também de dar vida a um pequeno monte alentejano já quase completamente abandonado. O Monte do Castelejo é hoje uma estrutura composta por três casas perfeitamente inseridas na ruralidade da paisagem do Baixo Alentejo e que, para além de bons momentos de lazer, pretende oferecer aos seus hóspedes os benefícios do sossego e da calma alentejana. Na zona poderão os hóspedes usufruir ainda de circuitos para observação de aves e de caminhadas pedestres, de reservas de caça (Mértola, capital nacional da caça), e da gastronomia local (pão alentejano premiado, queijo de ovelha feito artesanalmente, presunto e enchidos, vinhos de qualidade extra e até de uma pequena fábrica de cerveja artesanal).

Comodidades

O Monte do Castelejo dispõe de 3 casas com mobiliário e decoração tradicional e devidamente equipadas com wifi, TV e ar condicionado, todas com acesso a cozinha equipada (fogão, esquentador, frigorifico, máquina de lavar loiça e outros pequenos eletrodomésticos) e zona exterior.

Existe ainda acesso a piscina de água salgada de 9×4 m.
Check-in: das 15h00 às 19h00 com marcação | Check-out: até às 11h00

Contactos

Outras sugestões de alojamentos

Vale de Camelos

Vale de Camelos é um monte genuinamente alentejano, com decoração rústica, mas com todas as comodidades modernas e conforto interior e exterior. Inserido nas planícies douradas do Baixo Alentejo, é ideal para passar umas férias de família ou com um grupo de amigos, em privacidade absoluta. A propriedade está na família há 150 anos.

Monte do Castelejo

Situado no extremo sudoeste do concelho de Mértola, na antiga freguesia de São Pedro de Sólis, a 35kms de Mértola, o Monte do Castelejo foi pensado e desenvolvido ao longo dos últimos anos, com a recuperação e a adaptação de um conjunto de casas em ruínas, numa tentativa também de dar vida a um pequeno monte alentejano já quase completamente abandonado.

Monte da Galega

A simpatia do acolhimento fica como primeira impressão. O casal de proprietários é jovem e conhecedor da zona envolvente.
X